Vivi, durante muitos anos, numa gaiola de palavras. Eu gostava dela. Não me sentia engaiolado. Sentia-me protegido. Minha gaiola era minha armadura. Quando as gaiolas são feitas de ferro é fácil perceber a prisão. Os prisioneiros sonham o tempo todo com fugas. Mas há gaiolas que não são feitas com ferro. São feitas com palavras. As gaiolas de ferro nos prendem por fora. As gaiolas de palavras nos prendem por dentro. Porque as palavras, como dizem as Sagradas Escritu­ras, se fazem carne. Eu era a minha gaiola. Quem tenta que­brar uma grade da minha gaiola é como se estivesse arrancan­do um órgão do meu corpo. Ah, pedaço arrancado de mim... Odeio aqueles que tentam dilacerar-me. A tentação dos absolutos é uma característica universal do espírito humano. Todos queremos possuir a verdade. E para possuir a verdade é preciso que se a engaiole. E para engaiolar a verdade é necessário engaiolar a liberdade e o pensamento. Creio, portanto, que as conclusões deste livro transbordam os limites do protestantismo e podem ser aplicadas a outras religiões. 

Autor: Rubem Alves

Editora: Siano

Ano: 2020

Numero de paginas: 304

Acabamento: Brochura

Religião e Repressão - Coleção Teopoetica

R$45,00 R$40,50
Religião e Repressão - Coleção Teopoetica R$40,50
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Vivi, durante muitos anos, numa gaiola de palavras. Eu gostava dela. Não me sentia engaiolado. Sentia-me protegido. Minha gaiola era minha armadura. Quando as gaiolas são feitas de ferro é fácil perceber a prisão. Os prisioneiros sonham o tempo todo com fugas. Mas há gaiolas que não são feitas com ferro. São feitas com palavras. As gaiolas de ferro nos prendem por fora. As gaiolas de palavras nos prendem por dentro. Porque as palavras, como dizem as Sagradas Escritu­ras, se fazem carne. Eu era a minha gaiola. Quem tenta que­brar uma grade da minha gaiola é como se estivesse arrancan­do um órgão do meu corpo. Ah, pedaço arrancado de mim... Odeio aqueles que tentam dilacerar-me. A tentação dos absolutos é uma característica universal do espírito humano. Todos queremos possuir a verdade. E para possuir a verdade é preciso que se a engaiole. E para engaiolar a verdade é necessário engaiolar a liberdade e o pensamento. Creio, portanto, que as conclusões deste livro transbordam os limites do protestantismo e podem ser aplicadas a outras religiões. 

Autor: Rubem Alves

Editora: Siano

Ano: 2020

Numero de paginas: 304

Acabamento: Brochura